Playing for Change: Paz através da música

Olá Amigos

Hoje recebi da minha amiga Suzana Cividanis um e-mail contendo uma jóia dentro. Era uma versão remixada e cantada por moradores de rua e varias pessoas pelo mundo cantando e tocando a música Stand By Me de Ben E. King imortalizado pelo maravilhoso John Lenon. O clipe faz parte do premiado documentário, “Playing for Change: Paz através da música”.

Aqui, onde me encontro, na minha casa, quente, com comida , conforto e pessoas que me querem bem, torna-se insuportável saber que , neste mesmo momento, há bombardeios em Gaza, no Congo, em Ruanda, etc. Além de milhões de pessoas que morrem, sem água, sem comida e roupa, sem casa e outros, com isso, mas no desemprego, sem posses para sobreviver, para ter uma vida no mínimo digna: que mundo é este?

Como digo aos amigos mais próximos: O insuportável é aqui tão perto de casa!

O clipe, a musica, o conceito tudo é lindo e perfeito, ainda há quem pense que dar dinheiro à músicos de rua é caridade, para mim eles e elas trabalham. Que belas ficam as cidades cheias dos sons de seus músicos de rua! As ruas do mundo inteiro deveriam encher-se destes sons. Que pena se não existissem!

Não há palavras. Quando o ser humano quer até consegue ser espetacular. A música, a poesia, a voz, a expressão e o sentimento são universais. É a música na rua, para ser desfrutada pelo povo anônimo que não vai aos concertos. A música que aproxima povos e continentes. Trazer a música para a rua talvez contribua para um mundo mais solidário.

A música como um extraordinário meio de comunicação entre os cidadãos do mundo, independentemente da raça ou religião. Legal ver tantas gerações e raças e um único modo de se comunicar… a musica. É incrível como uns simples acordes nos fazem acreditar num mundo melhor…

Mudança, começa por aí…esperança cantada…

Por isso vamos nos juntar ao movimento para ajudar a inspirar as pessoas ao redor do mundo para se unirem através da música. Ainda podemos salvar o mundo…Eu acredito, desde que “You stand by me”!

Emocione-se

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=Us-TVg40ExM&hl=pt-br&fs=1&]

Abraços

Equipe NTE Itaperuna

25 anos sem Chico Mendes

Olá Amigos

Estava ouvindo musica no radio quando de repente o locutor anuncia que o líder seringueiro Chico Mendes havia sido assassinado. Uma morte anunciada. Lembrei-me disso, pois hoje lendo meus emails vi um que falava sobre uma exposição: 25 anos sem Chico Mendes.

Fiquei pensando: Puxa já faz 25 anos que o Chico Mendes morreu! Eu tenho certeza de que muita gente não faz ideia de quem foi ele ou por que sua morte é tão importante. Não sei se hoje os jovens fiquem espantados em saber que se pode morrer sim tentando salvar o planeta ou porque as autoridades sabiam que isso poderia acontecer e nada fizeram.

Graças a Deus que eu tenho uma memória privilegiada e estava pensando se sua morte havia sido em vão e se seus ideais tinham sido esquecidos. Para aqueles que não sabem quem foi Chico Mendes aqui está uma resumo:

Chico Mendes foi um defensor do meio ambiente e que, exatamente por isso, foi assassinado.

O Chico Mendes era o CARA! Só aprendeu a ler aos 20 anos e, mesmo assim, sem grandes estudos, começou a defender os direitos dos trabalhadores rurais (ele convivia com seus problemas desde criança quando ajudava o pai, também seringueiro) e a participar da luta dos seringueiros para impedir o desmatamento, com seus próprios corpos (Manifestações Pacíficas).

Foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores – PT, ao lado do atual Presidente da República, Luis Inácio Lula da Silva. Foi sob sua liderança que a luta dos seringueiros pela preservação do seu modo de vida ganhou repercussão nacional e internacional, recebendo, inclusive, visitas de membros da ONU que puderam ver a devastação da floresta amazônica e a expulsão dos seringueiros por fazendeiros pecuaristas.

http://www.gorgulho.com/2007/uploads/media/cHICO%20MENDES.jpg

Alguns de vocês já ouviram falar da União dos Povos da Floresta? Foi uma de suas propostas com o objetivo de unir os interesses dos indígenas, seringueiros, castanheiros e populações ribeirinhas através da criação de reservas extrativistas, preservando as áreas indígenas e a floresta, além de ser um instrumento da reforma agrária.

Em dezembro de 1988, foi assassinado a tiros, em sua casa, na frente de sua família.

É, gente, pode-se morrer tentando ajudar e pode-se morrer apenas por falar…E não foi só ele não. O assassinato da missionária Dorothy Stang, morta no dia 12 de fevereiro de 2005, em Anapu, no oeste do Pará que também defendia os agricultores da floresta é uma mostra do tamanho da crueldade humana.

O assunto de hoje foi Chico Mendes, 44 anos, seringueiro, marido de Ilzamar, pai de Sandino e Elenira, morto porque defendia o nosso planeta e quem eu devo agradecer pelo ar que ainda posso respirar, pela água que tenho pra tomar.

Obrigado Chico Mendes

Abraços

Equipe NTE Itaperuna

20 anos sem Chico Mendes

Olá Amigos

Estava ouvindo musica no radio quando de repente o locutor anuncia que o líder seringueiro Chico Mendes havia sido assassinado. Uma morte anunciada. Lembrei-me disso, pois hoje lendo meus emails vi um que falava sobre uma exposição: 20 anos sem Chico Mendes.

Fiquei pensando: Puxa já faz 20 anos que o Chico Mendes morreu! Eu tenho certeza de que muita gente não faz ideia de quem foi ele ou por que sua morte é tão importante. Não sei se hoje os jovens fiquem espantados em saber que se pode morrer sim tentando salvar o planeta ou porque as autoridades sabiam que isso poderia acontecer e nada fizeram.

Graças a Deus que eu tenho uma memória privilegiada e estava pensando se sua morte havia sido em vão e se seus ideais tinham sido esquecidos. Para aqueles que não sabem quem foi Chico Mendes aqui está uma resumo:

Chico Mendes foi um defensor do meio ambiente e que, exatamente por isso, foi assassinado.

O Chico Mendes era o CARA! Só aprendeu a ler aos 20 anos e, mesmo assim, sem grandes estudos, começou a defender os direitos dos trabalhadores rurais (ele convivia com seus problemas desde criança quando ajudava o pai, também seringueiro) e a participar da luta dos seringueiros para impedir o desmatamento, com seus próprios corpos (Manifestações Pacíficas).

Foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores – PT, ao lado do atual Presidente da República, Luis Inácio Lula da Silva. Foi sob sua liderança que a luta dos seringueiros pela preservação do seu modo de vida ganhou repercussão nacional e internacional, recebendo, inclusive, visitas de membros da ONU que puderam ver a devastação da floresta amazônica e a expulsão dos seringueiros por fazendeiros pecuaristas.

http://www.gorgulho.com/2007/uploads/media/cHICO%20MENDES.jpg

Alguns de vocês já ouviram falar da União dos Povos da Floresta? Foi uma de suas propostas com o objetivo de unir os interesses dos indígenas, seringueiros, castanheiros e populações ribeirinhas através da criação de reservas extrativistas, preservando as áreas indígenas e a floresta, além de ser um instrumento da reforma agrária.

Em dezembro de 1988, foi assassinado a tiros, em sua casa, na frente de sua família.

É, gente, pode-se morrer tentando ajudar e pode-se morrer apenas por falar…E não foi só ele não. O assassinato da missionária Dorothy Stang, morta no dia 12 de fevereiro de 2005, em Anapu, no oeste do Pará que também defendia os agricultores da floresta é uma mostra do tamanho da crueldade humana.

O assunto de hoje foi Chico Mendes, 44 anos, seringueiro, marido de Ilzamar, pai de Sandino e Elenira, morto porque defendia o nosso planeta e quem eu devo agradecer pelo ar que ainda posso respirar, pela água que tenho pra tomar.

Obrigado Chico Mendes

Abraços

Equipe NTE Itaperuna