Projeto Cinema no Caldeirão – 18/04

Olá Amigos

O filme escolhido hoje para o Projeto Cinema no Caldeirão é o filme “Verônica” com direção de Maurício Farias (O coronel e o Lobisomem e A Grande Família) e com os fantásticos Andréa Beltrão e Marco Ricca.

Ontem fui conferir Verônica e gostei muito do filme, apesar de ser suspeito pra falar, porque sou daqueles que amam incondicionalmente filmes nacionais, tanto que, entre ver as opções hollywoodianas e a nossa realidade, fiquei com o cinema nacional e não me arrependi.

O filme narra a historia de uma professora que é surpreendida pelo destino e fica responsável por um garoto vítima da guerra entre o tráfico e policiais corruptos. O menino teve seus pais mortos e por guardar um segredo do pai, ficou jurado de morte.

http://www.portocultura.com.br/cine/gal/veronica-527-07.jpg

Os atores deram um show de realidade, fazia tempo que não via Andréa Beltrão atuar tão bem, em determinados momentos ela nos faz chorar, questionar, emocionar e até rir.

Mas como nem tudo são flores, nossos produtores, autores e roteiristas ainda pecam na questão: Preconceito, sim, racial, social entre outros, infelizmente vemos que os personagens permanecem caricatos, Andrea Beltrão por exemplo, a mocinha do filme, loira, os traficantes negros e a diretora da escola branca. Quando isso vai mudar? Quando mostraremos ao mundo quem somos de verdade?

http://www.portocultura.com.br/cine/gal/veronica-527-04.jpg

Quero indicar o filme que dá muitos pontos para serem trabalhados em sala de aula, por isso, assistam e me contem se gostaram. Alias como colega de profissão da personagem estive em inúmeras vezes dentro da tela.

Recomendo.

Abraços

Equipe NTE Itaperuna

>Projeto Cinema no Caldeirão – 18/04

>Olá Amigos

O filme escolhido hoje para o Projeto Cinema no Caldeirão é o filme “Verônica” com direção de Maurício Farias (O coronel e o Lobisomem e A Grande Família) e com os fantásticos Andréa Beltrão e Marco Ricca.

Ontem fui conferir Verônica e gostei muito do filme, apesar de ser suspeito pra falar, porque sou daqueles que amam incondicionalmente filmes nacionais, tanto que, entre ver as opções hollywoodianas e a nossa realidade, fiquei com o cinema nacional e não me arrependi.

O filme narra a historia de uma professora que é surpreendida pelo destino e fica responsável por um garoto vítima da guerra entre o tráfico e policiais corruptos. O menino teve seus pais mortos e por guardar um segredo do pai, ficou jurado de morte.

http://www.portocultura.com.br/cine/gal/veronica-527-07.jpg

Os atores deram um show de realidade, fazia tempo que não via Andréa Beltrão atuar tão bem, em determinados momentos ela nos faz chorar, questionar, emocionar e até rir.

Mas como nem tudo são flores, nossos produtores, autores e roteiristas ainda pecam na questão: Preconceito, sim, racial, social entre outros, infelizmente vemos que os personagens permanecem caricatos, Andrea Beltrão por exemplo, a mocinha do filme, loira, os traficantes negros e a diretora da escola branca. Quando isso vai mudar? Quando mostraremos ao mundo quem somos de verdade?

http://www.portocultura.com.br/cine/gal/veronica-527-04.jpg

Quero indicar o filme que dá muitos pontos para serem trabalhados em sala de aula, por isso, assistam e me contem se gostaram. Alias como colega de profissão da personagem estive em inúmeras vezes dentro da tela.

Recomendo.

Abraços

Equipe NTE Itaperuna

Verônica

O bom professor é quase um super-herói

A primeira imagem que vemos é da laje de uma favela, onde os sempre algo fetichizados personagens de traficantes de drogas cariocas trocam algumas palavras sem muita importância. Pode parecer que o filme envereda por este gênero a estas alturas já bem conhecido (o “filme de favela”, ou ainda o “filme de traficante”), mas eles serão apenas coadjuvantes distantes, que dão o primeiro passo da história, mas que pouco aparecem nela. Na verdade, como o título bem deixa claro, o filme é sobre Verônica – mas quem é ela? Assim que Andréa Beltrão surge na tela em meio a uma enormidade de atores pouco conhecidos, restam poucas dúvidas: Verônica é ela, e o filme será sobre ela. É um filme de professor e sua dura realidade.

O ponto de virada do roteiro de “Verônica”, filme do diretor Maurício Farias, também marca a mudança de um elemento estético do longa. Até então, a fotografia ressaltava os tons naturais dos ambientes que a personagem principal habitava. Após ele, a fotografia passa a enfatizar tonalidades granuladas e o aspecto mais cru das imagens – de forma a nos mostrar que, a partir daquele momento, a vida de Verônica (Andréa Beltrão, esposa do diretor na vida real) nunca mais será a mesma.

No filme, acompanhamos a professora Verônica, que está passando por um momento de vida bastante delicado, uma vez que a mãe encontra-se hospitalizada à espera de uma cirurgia e que ela não aguenta mais a rotina de professora após 20 anos de magistério. É justamente neste instante de vulnerabilidade que ela se vê obrigada a ajudar um de seus alunos. Leandro (Matheus de Sá) teve os pais assassinados pelo pessoal do tráfico e passa a ser perseguido por policiais corruptos e por bandidos, os quais estão interessados num valioso pen-drive que o menino carrega consigo. Verônica, portanto, é a única chance que Leandro tem de escapar de tudo isso seguro e com vida.

Conhecida pelas personagens de viés mais cômico, como a Zelda Scott, de “Armação Ilimitada”, e a Marilda, de “A Grande Família, ver Andréa Beltrão na pele da personagem título deste filme será uma agradável surpresa. A atriz não decepciona ao construir uma mulher que se descobre forte e decidida e que não faria feio se comparada com tipos parecidos e que foram interpretados por Jodie Foster em filmes como “O Quarto do Pânico”, “Plano de Voo” e “Valente”.

O cinema brasileiro provou, com “Tropa de Elite”, que pode fazer um excelente filme de ação. Com “Verônica”, a indústria nacional mergulha num outro gênero que é tipicamente norte-americano: o policial. O longa de Mauricio Farias é uma obra surpreendente, mesmo reunindo alguns dos maiores clichês deste gênero. Talvez o maior trunfo de “Verônica” seja a apresentação de uma história que poderia acontecer em qualquer outro lugar do mundo. Portanto, com a estratégia de marketing correta, esta obra é um filme que pode se dar muito bem no mercado estrangeiro.

O Filme

Aos quarenta e poucos anos, Verônica vive um impasse. Após vinte dando aulas na rede municipal de ensino, exausta e sem paciência, ela não consegue mais nem se encantar com os alunos – como no início da profissão. Um dia, na escola em que trabalha, Verônica percebe que ninguém veio buscar Leandro, de oito anos. Já é tarde da noite quando a professora decide levar o menino até sua casa. Ao chegar na favela, encontram a polícia e muito tumulto. Traficantes mataram os pais de Leandro e estão atrás dele. Sem coragem de deixá-lo à própria sorte, Verônica foge com o menino. Ela quer escondê-lo e, para isto, pede ajuda: primeiro procura Paulo, ex-marido e policial, depois vai até Selma e Aline, colegas e professoras. Quanto mais tenta, menos sabe em quem confiar. De um lado estão os traficantes, do outro a banda podre da polícia. Se quiser sobreviver, a professora não pode seguir regras ou procurar a lei. Mas qualquer decisão que tome não garante que seus problemas acabem. Enquanto isto, Leandro não sabe porque está correndo de um lado para o outro e quer ver os pais. Verônica sente que, quanto mais foge, mais penetra num mundo próximo da sua realidade – mas imensamente distante do que deseja! No entanto, ao tentar superar sua resistência diante de uma criança que não é sua e conquistar a confiança de Leandro para manter os dois a salvo, Verônica encontra uma nova maneira de viver

Para Refletir

1 – O filme mostra a realidade da violência urbana em que estamos mergulhados até o pescoço. No filme Verônica, além de trazer em pauta, temas polêmicos como: as relações sociais, a falta de valorização profissional, corrupção, traz também, a questão da saúde pública no Brasil. Como você avalia esse setor dentro da sua cidade?

2 – Nas imagens vista no filme “Verônica” e nos seus conhecimentos, comente se em sua cidade existem conjuntos de moradias de populações de baixa renda. Trace as diferenças e semelhanças entre elas e a retratada no filme. Trabalhe a questão da distribuição de renda, PIB e indicadores de qualidade de vida.

3 – Uma mesma história pode ser contada sob várias perspectivas diferentes. No caso do filme Verônica, proponha que eles reescrevam a história, sem alterá-la substancialmente, usando como narrador o ex-marido da protagonista — e, portanto, selecionando os fatos de acordo com o que seria possível para ele saber.

Ficha Técnica

Genero: Ação, Drama
Ano: 2008
Pais: Brasil
Cor: corlorido
Distribuidor: Europa Filmes
Duração: 90 min.
Idioma: Português
Direção: Maurício Farias
Data Lançamento: 06/02/2009
Site: www.veronicaoFilme.com.br
Tipo: Longa Metragem
Elenco: Andréa Beltrão, Marco Ricca, Matheus de Sá, Giulio Lopes, Andréa Dantas, Patrícia Selonk, Flávio Migliaccio, Camila Amado, Aílton Graça, Jorge Lucas, Thogun, Jonathan Azevedo, Wallace Coutinho, Aline Borges

Videos-Relacionados

>Viva o Cinema Nacional

>Olá Amigos

Aqui no interior tem um problema muito chato com relação ao cinema nacional. As locadoras em sua grande maioria quase não compram filmes nacionais e quando compram é muito depois do lançamento dos mesmos, tudo isso sob a alegação de que esses filmes não tem público (imagina só), que quase não há procura por filmes nacionais.

Como grande admirador não somente do cinema nacional, em qualquer fase, mas sim da cultura brasileira de um modo geral. O valor de nossa música, dos nossos músicos e compositores é de uma riqueza e qualidade impar. Fico indignado com a afirmação de que não há público nem procura por cultura nacional.


As diversas correntes que são contra a distribuição online de filmes direto para o consumidor é que alimenta a grande industria da pirataria ou mercado alternativo como dizem alguns. Nessa linha alternativa me recomendaram (via fórum) um blog dedicado somente ao cinema nacional.

O nome do blog é Filmes Brasileiros (Download) é vocês podem comprovar que há muito filme, documentário e clássicos do cinema nacional a disposição para download. Há filmes como Amarelo Manga, Linha de Passe, Ultima Parada Ônibus 174, Central do Brasil, Carandiru, Menino Maluquinho, Batismo de Sangue, Amuleto de Ogum, Zé do Caixão, Cartola entre outras delicias do nosso cinema.

Eles usam o método de eD2K (eMule) e via Torrent (BitComet) para baixar os filmes. Fica aqui a sugestão do link pois se na sua cidade assim como na minha é difícil encontrar bons filmes nacionais aqui esta uma opção totalmente gratuita, mas lembre-se: usar comercialmente é crime.

Abraços

Equipe NTE Itaperuna

Viva o Cinema Nacional

Olá Amigos

Aqui no interior tem um problema muito chato com relação ao cinema nacional. As locadoras em sua grande maioria quase não compram filmes nacionais e quando compram é muito depois do lançamento dos mesmos, tudo isso sob a alegação de que esses filmes não tem público (imagina só), que quase não há procura por filmes nacionais.

Como grande admirador não somente do cinema nacional, em qualquer fase, mas sim da cultura brasileira de um modo geral. O valor de nossa música, dos nossos músicos e compositores é de uma riqueza e qualidade impar. Fico indignado com a afirmação de que não há público nem procura por cultura nacional.


As diversas correntes que são contra a distribuição online de filmes direto para o consumidor é que alimenta a grande industria da pirataria ou mercado alternativo como dizem alguns. Nessa linha alternativa me recomendaram (via fórum) um blog dedicado somente ao cinema nacional.

O nome do blog é Filmes Brasileiros (Download) é vocês podem comprovar que há muito filme, documentário e clássicos do cinema nacional a disposição para download. Há filmes como Amarelo Manga, Linha de Passe, Ultima Parada Ônibus 174, Central do Brasil, Carandiru, Menino Maluquinho, Batismo de Sangue, Amuleto de Ogum, Zé do Caixão, Cartola entre outras delicias do nosso cinema.

Eles usam o método de eD2K (eMule) e via Torrent (BitComet) para baixar os filmes. Fica aqui a sugestão do link pois se na sua cidade assim como na minha é difícil encontrar bons filmes nacionais aqui esta uma opção totalmente gratuita, mas lembre-se: usar comercialmente é crime.

Abraços

Equipe NTE Itaperuna